VISITADO

Mais frequentemente do que gostaria, sou visitado por demônios.

 

Eles não têm orelhas nem sexo, Gaiman disse uma vez. Eles se sentam comigo, caminham comigo e deitam ao meu lado.

 

Eu sinto eles me cutucarem, me provocarem, me insultam e ameaçam quem eu mais amo.

 

Sussurram palavras de mal dizer em meu ouvido, palavras tão profanas e baixas que não ouso compartilha-las, me sentiria envergonhado.

 

São demônios mesquinhos e embora eu saiba que suas palavras não são benditas, eu me deixo seduzir, pois eles são bons de lábia. São convincentes, lógicos, quase matemáticos.

 

Eu peço socorro, minha deusa me socorre, mas eles voltam. Sempre voltam. Eu luto contra eles fazendo arte, mas eles sorriem para mim e dizem que não sou artista.

 

Eu os encaro nos olhos. Permito que eles me visitem. O que mais eu poderia fazer? Digo a mim mesmo que eles fazem parte desse mundo, mas a verdade é que não tenho certeza disso.

 

Demônios também te visitam? Como você os exorciza?

Criado por Jonas Maria  © 2021